Copa Sensei José André

Torneio de caratê homenageia Sensei André


Competitividade é o fator menos importante do Karatê e aquele que, na maioria das vezes, recebe mais ênfase. O professor deveria usar essa prática esportiva para estimular os mais arredios, os que precisam de atenção, de forma a incluí-los socialmente. Esse foi o recado do representante do International Karate-Do Goju-kai Association do Brasil, do Rio de Janeiro, Luiz Kotsubo. Ele explicou que a intenção principal do karatê deve ser preparar o jovem para defesa dos mais fracos, lembrando que o karatê objetiva a proteção, e que o ataque só é cabível em nome desta.

Ele foi um dos convidados para a 1ª Copa de karatê Sensei José André Ferreira, realizada neste sábado, cuja abertura ocorreu às 10 horas, no Centro Esportivo Armando Cunha, no Casqueiro, local em que teve prosseguimento. O evento envolveu as modalidades Kumitê e Katá, para participantes de idades variadas, na faixa dos 5 aos 65 anos, conforme disse um dos organizadores, o professor de karatê Josias Ferreira, que foi aluno de André Ferreira e participou de demonstrações de modalidades de bastão (nunchako e tunfá). Contou que o mestre André Ferreira, já na qualidade de faixa preta, passou dois anos no Japão de onde voltou faixa preta em mais um estilo, o Goju-Ryu.

O evento foi incluído nas comemorações do 62º Aniversário da Emancipação Político Administrativa de Cubatão, com apoio da Prefeitura mas idealizado pelo Sensei Luciano Moreira, reunindo, segundo este, mais de 200 atletas. Luciano Moreira é bastante conhecido, entre os caratecas, já que conduz o Projeto karatê pata Todos, voltado para a inclusão social de crianças e adolescentes. Um aplicador maior da filosofia deste esporte, baseado no fortalecimento da autoconfiança, do sentido de justiça e do respeito ao próximo.

Conforme contou, a iniciativa, além de incentivar essa prática esportiva, visou a homenagear o Sensei André Ferreira, que trouxe o Karatê para Cubatão e contribuiu para a difusão desse esporte na Cidade. Carlos Eduardo Chagas, o sobrinho do mestre laureado compareceu na qualidade de destinatário da homenagem póstuma. André Ferreira faleceu em 94.

Da abertura, participaram ainda o ex-vereador Serjão do Karatê, o diretor da Federação Paulista de Karatê professor Nelson Higa e o representante da 2ª Delegacia Regional de Karatê Paulo Aguina. Antes das competições propriamente ditas, houve um minuto de silêncio, pelas vítimas da tragédia que envolveu estudantes do Rio de Janeiro, fora a execução de hinos e juramento dos caratecas. As competições foram ocorrendo simultaneamente em duas quadras, ali instaladas para tanto, e segundo os organizadores, contou com a participação de 15 árbitros.

Além da Prefeitura, foram também apoiadores do evento:
Gari Transportes; ABS Imóveis, COBS Construções Ltda. e Locaplan Locações e Serviços Ltda.

Texto: Maria Cecilia de Souza Rodrigues. MTb 16561

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s